View Full Version : dúvidas sobre passos e materiais


Lucas Coppio
11-14-2006, 10:04 AM
Poutz... depois dessa torrente de informações eu não sei se entendi tudo ou se me perdi de vez!
Ok, normalização para trabalhar o aço... forja forja forja, normaliza, forja forja forja, normaliza, então vai para um pequeno acabamento, ai pula pra têmpera, então da umas concertadas, limpa e talz, da uma polida, faz aquele processo que dura de 1 a 2 dias(revenimento), então enfia o cabo na desgraçada e ta valendo.

Algumas duvidas que eu tive após ler o tópico posto por nosso colega Mateus.

Normalização, essa foi respondida dentro do tópico, achei interessante a necessidade por esse passo, para ser sincero, de todos os lugares que vi tutoriais, algumas apostilas, etc... eu não bati os olhos nessa palavra, ou pelo menos não dei o devido valor a ela como sendo um passo tão importante na forja de uma lâmina.

Recozimento, isso, se não me engano é feito para deixar o aço mais maleável para o trabalho, gostaria de mais informações sobre isso.

Têmpera, diferentes têmperas para diferentes durezas, aprendi nesse fórum que aços com maior concentração de carbono precisam passar por uma têmpera mais "branda" para nõ trincarem ou se partirem durante o processo, aços com níveis baixos de carbono tendem a ser mais macios, então precisam de uma dureza mais alta, ou seja, uma têmpera mais "pesada". A dúvida que tenho quanto a isso são algumas "curiosidades", por exemplo, a TC é atingida quando o metal perde totalmente suas capacidades magnéticas, e o jeito mais facil de descobrir isso é com um ímã, mas como eu faço isso?
Eu aproximo o ímã do metal enquanto ele ainda está rubro-cereja?

Como que tantos padrões diferentes são conseguidos com o Damasco? Ja ví fotos de lâminas com estrelas, estrias, "bolhas", manchas, e o básico damasco que parece estar recoberto por óleo de motor e água...

Como outros metais podem ser usados na cutelaria? por acaso eu tenho uma barra de cobre puro de uns 2kg, e ela simplesmente NÃO TEM USO, mas é uma peça muito bonita, mesmo sendo apenas uma barra, e fico com dó de vende-la, então, o que infernos pode ser feito com isso? 1cm de altura, 15cm de comprimento e 5cm de largura mais ou menos, to chutando as dimensões dela meio à olho... falta de vontade para ir pegar a régua.

Eu vi sobre as técnicas de "finalização" de uma lâmina, mas nenhuma delas apresenta como fazer o polimento da mesma, todas que encontrei deixam com uma visão fosca, ou então com uma superfície espelhada "arranhada", isso é apenas falta de vontade de polir, para efeito estético ou é um processo dispendioso e demorado demais para se dar ao trabalho?

Quais são os principais prós e contras das lâminas grossas e finas?
as grossas aparentemente apresentam enorme dificuldade em corta materiais espeços e/ou maciços/carnudos, enquanto finas lâminas fazem esse trabalho de forma "sublime".

As facas artesanais costumam oxidar ou enferrujar com frequência, isso é um ponto que eu raramente encontro em discussões. Eu não sei muito dobre metais, mas sei que a dureza obtida pelo metal altera a facilidade com que ele oxida, por exemplo, um aço inox, se for recozido, ele irá perder grande sua dureza e irá oxidar cedo.

Bom, esse foi meu caminhão de perguntas esperando seu caminhão de respostas...
Muito obrigado pela atenção, agora estou saindo pois estou atrasado para a aula.

rsfjr
11-14-2006, 11:27 AM
Olá, Lucas.

faz aquele processo que dura de 1 a 2 dias(revenimento)

O revenimento dura minutos ou horas, dependendo da intensidade que você quer, pode variar de 15 minutos até 3 horas, mais do que isso é muito raro, aliás, passar de 45 minutos, na cutelaria, é raro.


Recozimento, isso, se não me engano é feito para deixar o aço mais maleável para o trabalho, gostaria de mais informações sobre isso.

O recozimento completo serve para "destemperar" e aliviar todo o stress/fadiga do aço.
Ele vai diminuir o grão do aço, vai deixar o aço mais dúctil e maleável, portanto mais fácil de trabalhar.

Geralmente, o recozimento é feito elevando-se a peça acima da TC e deixando-a esfriar bem lentamente (geralmente demora uma noite para resfriar) imerso em algum veículo (cal, vermículo, areia...).


Têmpera, diferentes têmperas para diferentes durezas, aprendi nesse fórum que aços com maior concentração de carbono precisam passar por uma têmpera mais "branda" para nõ trincarem ou se partirem durante o processo, aços com níveis baixos de carbono tendem a ser mais macios, então precisam de uma dureza mais alta, ou seja, uma têmpera mais "pesada". A dúvida que tenho quanto a isso são algumas "curiosidades", por exemplo, a TC é atingida quando o metal perde totalmente suas capacidades magnéticas, e o jeito mais facil de descobrir isso é com um ímã, mas como eu faço isso?
Eu aproximo o ímã do metal enquanto ele ainda está rubro-cereja?

Sim você aproxima o imã do aço enquanto ele estiver em brasas.
A TC varia de aço para aço, mas geralmente é atingida ao rubro-cereja (tem aço que atinge a TC antes do rubro-cereja, tem aço que atinge a TC depois do rubro-cereja).


Como que tantos padrões diferentes são conseguidos com o Damasco? Ja ví fotos de lâminas com estrelas, estrias, "bolhas", manchas, e o básico damasco que parece estar recoberto por óleo de motor e água...

Os padrões são conseguidos por "misturas" de metais diferentes. Tem muita gente desse fórum que é mestre em Damasco, eles sabem como atingir tais formas e padrões.


Como outros metais podem ser usados na cutelaria? por acaso eu tenho uma barra de cobre puro de uns 2kg, e ela simplesmente NÃO TEM USO, mas é uma peça muito bonita, mesmo sendo apenas uma barra, e fico com dó de vende-la, então, o que infernos pode ser feito com isso? 1cm de altura, 15cm de comprimento e 5cm de largura mais ou menos, to chutando as dimensões dela meio à olho... falta de vontade para ir pegar a régua.

É claro que tem uso. Você pode fazer adornos para a lâmina, pode fazer um colarinho para a lâmina, ou até mesmo uma guarda mais estilizada.

Pode fazer o cabo de uma lâmina.

Pode fazer ligas com o cobre, para obter o latão ou o bronze. Nenhum metal é inútil em cutelaria.


Eu vi sobre as técnicas de "finalização" de uma lâmina, mas nenhuma delas apresenta como fazer o polimento da mesma, todas que encontrei deixam com uma visão fosca, ou então com uma superfície espelhada "arranhada", isso é apenas falta de vontade de polir, para efeito estético ou é um processo dispendioso e demorado demais para se dar ao trabalho?

Se você utilizar a procura do fórum vai encontrar diversos tópicos relacionados sobre o polimento.

E, sim, é um processo dispendioso e demorado, mas todas as lâminas levam, pelo menos, um polimento corretivo (desbaste com lima/lixa grossa).

Tire as conclusões observando os trabalhos dos amigos do fórum.


Quais são os principais prós e contras das lâminas grossas e finas?
as grossas aparentemente apresentam enorme dificuldade em corta materiais espeços e/ou maciços/carnudos, enquanto finas lâminas fazem esse trabalho de forma "sublime".

Eu já penso o contrário. Com lâminas grossas é muito mais fácil fatiar do que com lâminas em chapa (facas comerciais), pois as grossas não envergam por qualquer besteira.

Existem vários próis e contras, mas eu acho que o que pesa mais é o gosto de quem usa a lâmina. É algo muito subjetivo.



As facas artesanais costumam oxidar ou enferrujar com frequência, isso é um ponto que eu raramente encontro em discussões. Eu não sei muito dobre metais, mas sei que a dureza obtida pelo metal altera a facilidade com que ele oxida, por exemplo, um aço inox, se for recozido, ele irá perder grande sua dureza e irá oxidar cedo.

Bom, esse foi meu caminhão de perguntas esperando seu caminhão de respostas...
Muito obrigado pela atenção, agora estou saindo pois estou atrasado para a aula.

O aço inox não irá oxidar com mais facilidade, independente de estar ou não temperado.

O que influencia na oxidação da lâmina é o seguinte:

1 - Composição do aço:
Aços carbonos oxidam com facilidade.
Aços inox não oxidam com facilidade, devido a adição de cromo em sua composição.

O que mais influencia na oxidação ou não é a composição.

2 - Polimento:
Quanto mais fino o polimento (espelhado), menor a superfície de contado do aço com o ar, portanto, menor a facilidade dele se oxidar.

3 - Revestimento:
Lâminas com alguma espécie de revestimento são menos passíveis de oxidar. Você pode criar um refestimento de óxido, um revestimento de material cerâmico, entre outros.

4 - Cuidados:
A lâmina é algo para ser bem cuidada, deve sempre ser limpa, sempre ser ungida em óleo. Se você não cuidar bem da sua lâmina, ela vai oxidar.

Mauro Cba
11-14-2006, 12:50 PM
Poucas palavras que disseram tudo!

Mauro.

Lucas Coppio
11-14-2006, 01:32 PM
rsjfr
voltando à questão do revenimento, alguns cuteleiros afirmam que é um processo que deve ser feito no mínimo 1 vez, mas que o "correto" seriam 2 vezes, a lâmina deveria ficar no forno por 20-45 minutos, e então postos para "descansar" antes do segundo revenimento um período de 8 horas no ar à 1 dia.
mas ok.

Irei pesquisar sobre as lâminas polídas aqui no fórum TKNF, mas é bem interessante saber que quanto melhor o polimento, maior a resistência à oxidação.

Quanto a grossura da lâmina, eu sempre gostei mais de lâminas grossas e pesadas, o peso inercial ajuda a cortar materiais resistentes, nem que seja na base da pancada...

Mais tarde virei com mais perguntas, nesse momento meu estômago não me deixa pensar direito (maldito leite... eu tinha certeza de que aquilo tava azedo)

Bom, desde já agradeço.

rsfjr
11-14-2006, 03:12 PM
Olá.
É um fato, quanto mais tempo você revine, mais maleável fica a peça e mais stress você alivia.
Mas há uma conseqüência, quanto mais tempo você revine, mais branda a têmpera vai ficando, ou seja, a dureza vai diminuindo.

Mas o modo de revenimento que você citou, seriam 2 rodadas de 20~45 minutos de revenido, então não há problema algum e é até saudável para a lâmina, no caso, eu faria ficar com 2 rodadas de 20 minutos cada.

Quando você citou o processo, eu pensei que você estivesse falando que a lâmina deveria ficar por 1~2 dias no forno.

Quanto às espessuras, eu também prefiro as de dorso mais espesso, pois além do citado, você "sente mais a lâmina".
Mas para carregar, as de dorso mais finos são melhores.